Catch Me - 9º capitulo - Unbroken


Just in love about this picture, haha

Presa bem firme, como se eu nunca mais fosse sentir de novo. Fui presa num tipo de prisão do amor, e joguei fora a chave. Apavorada, até que eu te encarei nos olhos. E isso me fez começar a perceber as possibilidades. E então? Eu vou te amar como se nunca tivesse sido ferida, vou dizer como se nunca tivesse sido dito, essa noite, essa noite, eu vou deixar isso ir, ir, ir, ir - Unbroken (Demi Lovato)



Onde eu estou agora? No terraço do meu apartamento, mas conhecido pelo resto do mundo como varanda. Com quem eu estou? Com Daniel. 
É, só saindo com alguém para esquecer tudo isso.
Se bem que não funcionou, por que meus pensamentos estão perdidos todos no mesmo lugar. Já está difícil me concentrar na conversa do garoto, e ele ainda não coopera, já que só fala merda.
Xx: Chato, não é? - ele apareceu do nada ao meu lado.
Kath: Justin? - Gritei, com os olhos provavelmente arregalados. - O que você tá fazendo aqui? Não tava na Califórnia? - ele apenas riu.
Justin: Como prefere esse idiota à mim? 
Kath: O quê? Não - neguei. - Eu não prefiro ele à você.
Justin: Mas ficaria feliz se descubrir que ele gosta de você. Quando você descubriu que eu gostava de você, não ficou tão feliz - sua feição se tornou desapontada.
Kath: Quem te disse que... - ele se virou pra mim, tirando a mão do bolso da calça, e levando-a até meu rosto, e parando o indicador em meus lábios.
Jusntin: Não importa - ele sussurrou tirando o dedo de meus lábios. - Eu tô bem agora. E tudo o que eu planejei pra nós dois, vai ficar apenas na lista de impossivel.
Kath: O quê planejou pra nós? - perguntei curiosa.
Justin: Você não quer saber - ele riu.
Kath: Eu quero sim - ele colocou as mãos ao redor de meu pescoço, me fazendo estremecer, e aproximou-se de mim.
Justin: Bom, no natal, nós vamos estar na casa de praia da tia da Jade, como nós sempre estamos. À noite vamos fazer uma fogueira, todos nós vamos nos sentar ao redor, e eu e você vamos cantar... Só que diferente de como sempre foi, vamos cantar juntos. E quando estiver mais tarde, iremos nos sentar na beira da praia, e vamos apenas deitar juntos ali, pensando em tudo o que ainda pode acontecer, e sentindo a água gelada em nossos pés. E no ano novo, eu irei te beijar as 12:00am, por que devemos beijar a pessoa amada á essa hora, não é? No dia dos namorados, eu poderia te levar para Paris, mas, nós não somos nada normais. Então, nós vamos passar um final de semana em Londres, como dois malucos. Bom, alguns dias depois disso, você vai receber uma ligação, vai ser o tal cara que está procurando um novo talento. Ele vai dizer que você é exatamente o que ele está procurando. Então, você vai ter que ir para Nova York, e eu vou dar um jeito de me transferir para lá na faculdade, só pra ficar com você - ele fez uma pausa, sorrindo. - E, no seu aniversário, você vai estar fazendo sua primeira turnê mundial, e eu vou dar um jeito de subir no seu palco, e vou cantar uma música que eu fiz especialmente pra ti - ele fez uma pausa de novo. - E, bom, eu não pensei muito no que iria acontecer depois disso, por que o seu rosto perfeito ficava aparecendo na minha mente, me impedindo de pensar, mas... Bom, é ótimo ver seu rosto. Sabe, eu pensei na Ação de Graças de 2035...- eu sorri. - E como em toda Ação de Graças, será outono aqui no Canadá. No nosso sofá, vai estar sentada uma mulher, cheia de rugas, gorda e feia... - ele dizia com uma cara de nojo, me fazendo pô um biquinho no rosto. - Não, essa não é você, é a Jade. - eu ri. - È que ela é tão chata, que ninguém nunca vai querer ela, daí ela vai se abrigar na nossa casa... - voltei meu olhar pra baixo, sorrindo de orelha à orelha. Bom, você vai estar na cozinha preparando o peru, e mesmo tendo 41 anos, ainda vai ser a mulher mas linda do mundo pra mim. Eu vou estar na sala de jantar, junto com todos, todos que não acreditaram na gente, que acharam que não conseguiríamos aguentar tudo... E teríamos nossa felicidade. Mas isso não importa, não vai acontecer mesmo.
Agora, eu sorria como uma criança ao ganhar um doce de hallowen.
Kath: Eu quero isso tudo...
Justin: Ao lado dele?- ele apontou pro lado com o rosto.
Olhei Daniel, tendo certeza que não era aquilo que eu queria para o meu futuro.
Kath: Ao seu lado.- falei sincera, encarando seus olhos caramelado.
Justin se aproximou de mim, segurando meu rosto com as mãos, selando nossos lábios.
Ele pediu passagem com a lingua e eu cedí sem exitar. 
Justin apertou mais meu rosto em suas mãos, fazendo levar minhas mãos até as dele, passando meus dedos lentamente por ali. 
Depois de um tempo, Justin partiu o beijo com selinhos.
Justin: Tem certeza?
kath: Toda.
Justin: Então, luta por isso, faça isso acontecer. Vai atrás de mim naquele aeroporto.
kath: O que? Mas Justin, você esta aqui.- disse confusa.
Justin: Nem tanto. - ele sorriu, e se inclinou dando um beijo em minha testa.

[...]

Acordei atordoada. Que tipo de sonho foi esse? 
Sentei-me sobre a cama, passando a mão pelo rosto. 
E lá estava eu, confusa mais uma vez. Mas confusa não, super confusa.
confuso, eu sei.
Fechei os olhos, e fiquei um tempo assim por um tempo.
"Então, luta por isso, faça isso acontecer, vá atrás de mim naquele aeroporto".
È exatamente isso que eu vou fazer.
Levantei apressada da cama, tropeçando nos lençois procurei meu celular e achei no criado-mudo, ele marcava 09:34am, Justin chega ás 10:30am, então... estou atrasada!
Sai correndo do quarto sem me importar com o que estava vestindo e com o provável bando de desocupados que talvez estejam na sala, pelo fato de ser sábado.
Ignorei todos os bom dias, passando direto para o banheiro, e ali fazendo minha higiene matinal e tomando um banho rápido.
Vesti o meu roupão de banho e passei correndo para o meu quarto de novo, vesti o primeiro vestido que achei, e pus um blusão xadrez por cima, deixando aberto, calcei as botas, e nem me preocupei em fazer algo no cabelo.
Peguei minha bolsa, pondo meu celular ali dentro, e algum dinheiro também.
Sai do quarto apressada, mas acabei sendo parada por Jade e Caitlin, que se meteram no meio da porta.
Kath: Com licença?
Jade: Onde pensa que vai? - ela disse meio autoritária.
Kath: Você é minha colega de quarto Jade, não minha mãe.
Catlin: Fala logo - ela falou ameaçadora. Sério, a Caitlin dá medo.
Kath: Eu vou atrás do... Justin.
Jade: Por que?
kath: Por que eu devo.
Caitlin: Deve, se sentir algo por ele. Você sente?
Kath: Naõ sei exatamente, talvez eu saiba quando vê-lo de novo.
Ryan: Desculpa me meter na conversa de vocês, mas... isso ajuda? - ele me estendeu seu celular onde tinha uma foto de Justin na tela.
Aproveitei que as meninas olhavam para Ryan como se ele fosse um idiota - e ele era - e sai correndo do apartamento.
Comecei a descer as escadas e logo eu estava no térreo, sai do prédio e parei um táxi que passava na rua.
Xx: para onde vai, moça? - disse quando eu entrava no carro.
Kath: Aeroporto central.
Logo chegamos, paguei o cara que dirigia o carro, saindo do mesmo e seguindo para o aeroporto.
O relógio gigante que havia ali, marcava 10:21am.
Suspirei.
 Andei até a pequena Starbucks que havia ali, e comprei um frappucino.
Depois fui até tabela de vôos á procura dos desembarques mais próximos.
Descobri que Justin estaria na sala de desembarque 3.
Caminhei até lá, sentando em um dos bancos que estavam ali.
Vi Justin saindo do portão de desembarque aos beijos com uma garoto de cabelos longos e lisos.
Senti meu coração apertar, meu estômago contrair e uma vontade enorme de chorar, inundar-me por dentro.
É, eu realmente sinto algo por esse garoto.
Algo muito forte.


  • 1º: Desculpas á todos.
  • 2º: Eu não queria postar esse capitulo, realmente não queria. Não saiu como eu imaginei, saiu mais idiota ainda.
  • 3º: Eu não quero fazer uma ib apenas sobre dois melhores amigos que se apaixonam, eu quero mais que isso. Eu quero corações partidos, lagrimas, arrependimento e tudo o que eu tiver direito. Então se você está procurando a total felicidade aqui, talvez só à ache mais pra frente.
  • 4º: O fato do capitulo ter ficado ruim - pelo menos para os meus olhos - fez com que tentasse fazer outro, mas, não adiantou, ficou pior. Por isso demorei a postar.
  • 5º: Isso aqui tá chato, então vou apenas pedir desculpas mais uma vez pelo capitulo deplorável. 
  • 6º: Desculpem-me pelo capitulo deplorável.
Então, girls... Eu... Não, pera.
  • 7º: Eu sei que não se comemora Ação de graças no Canadá, só que não veio outro feriado na minha mente.

Agora, sim...
Então, como vocês estão? 
Eu estou feliz, só ainda não sei por que... Deve ser por que eu tô escutando a versão original de FTLOAD, e fico muito orgulhosa da minha menininha.
Okay, obrigado pelos coméntários, sério! Mas, eu senti falta de alguém... Brubs, você me deixou? Tipo, não faz isso. Eu sei que a ib tá ficando chata, mas vai melhorar, eu espero :'(
Bom, em alguns dias vai ter uma nova ib no blog... Vai chamar "Give Your Heart A Break" e é escrita por minhas duas bff's Annie e Luna.
Enfim, é isso... Byezinho. 






5 comentários :

  1. hey kath,ta suuuuuuuuuuuuper legal sua fic,nao para de postar by: annie

    ResponderExcluir
  2. KATY eu não te deixei, no meu outro celular nao dava p comentar, agr comprei um novo e to super feliz. Nele da pra comentar!! HAPPY . Eu n paro em casa por causa da escola e os cursos..to cheia de provas mas eu PROMETO q n vou abandonar aqui. Fico me achando importante por vc lembrar de mim e sem palavras tbm. Haha me desculpa, logo entro de férias e tamo aì hehe (:

    ResponderExcluir
  3. SEM CONTAR QUE TA PERFEITO NÉ? U_U

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OOOOHHH, IMAGINA MEU SORRISO VENDO ISSO TUDO ! VOCÊ É DEMAIS, GAROTA!

      Excluir